Com a divulgação das mensagens, o tamanho de Sérgio Moro sofrerá alteração?

Ricardo V. Malafaia     16/junho/2019

sergio moro 1

Para se conhecer o tamanho real de um determinado personagem cuja marca no destino de uma Nação já se consolida de forma profunda, torna-se necessário criteriosamente responder a três questões. Quem poderá fazer a medição? Com qual régua essa aferição será realizada? E sob qual ângulo essa avaliação dar-se-á? Contudo se, por um lado, sobram pretendentes para tirar as respectivas medidas, por outro, falta verdadeiramente qualificação para quem quer que seja executar tal tarefa.

Na busca pela honesta perspectiva, algumas indagações devem manter-se acesas para que falsos atalhos não mascarem a direção correta. As mensagens divulgadas concretamente muito se diferem daquilo que é praticado no dia a dia no âmbito jurídico em nosso país? Quem financiou esse caríssimo crime cibernético? Qual a verdadeira intenção de quem financiou?

renan02

E qual o significado de figuras como Gilmar Mendes, Renan Calheiros, Kakay, Marcelo Odebrecht e grande parte do Centrão, entre outros, estarem exultando com as ameaças à Lava Jato? Pode um crime de invasão de privacidade golpear a maior força constituída para combater a corrupção que o país já assistiu? Adélio Bispo e o hacker são agentes do mesmo mecanismo?

Nestes últimos dias, o país inteiro tem acompanhado, de forma impotente, as revelações de algumas mensagens trocadas entre o então juiz Moro e procuradores da Lava Jato. Ato contínuo, acusações têm sido disparadas entre aqueles que já se encontravam em lados opostos desde o dia em que Lula foi inicialmente acusado de ser o artífice do extraordinário roubo ao erário público. Desta vez vivemos mais um capítulo desta luta que tende a não ter fim.

Entretanto parece que algo está fora de lugar. A pessoa que agora se torna vidraça é justamente aquela que se assemelhava à própria invulnerabilidade. O herói que mudou o Brasil é hoje acusado, justa ou injustamente, de parcialidade quando vestia, na ocasião, a função de magistrado, cuja característica maior deveria ser a isenção de quem efetivamente julga.

MANIFESTAÇÃO PRO DILMA

Mas, retornando ao ponto inicial, quem poderá medir Moro? Aqueles que sempre votaram na Esquerda, mesmo quando ela envolveu-se no maior assalto aos cofres públicos que o Ocidente tem notícia? Aqueles que assistiram essa Esquerda entregar ao atual governo uma massa de treze milhões de desempregadas e a pior recessão experimentada pelo nosso país? Em função desta e de outras incoerências, estas pessoas definitivamente não parecem estar aptas para exercerem uma análise equilibrada e distante o suficiente para medir alguém com a estatura de um ex-juiz responsável pelo desmonte de uma cleptocracia.

Quem mais poderá medi-lo? Parte da imprensa que não esconde a sua revolta com o fim dos financiamentos? Ou os grandes advogados criminalistas que veem as suas fontes secarem? Ou as dezenas de políticos ameaçados pelo projeto anticrime de Moro? Ou as grandes organizações criminosas que sempre sustentaram, à base de muita propina, seus privilégios em detrimento da secular injustiça social? Ou os próprios ministros togados que se prestam ao papel de escudos destas mesmas organizações?

Outra questão é conhecer a régua com a qual a medição poderá ser feita. Sim, porque não será com a escala da ética que qualquer um destes grupos exercerá tal tarefa. Definitivamente não! Ou o mundo terá enlouquecido? Descartada a primeira régua, talvez tentem medir Sérgio Moro pela falta linguística no perigosíssimo caso “conje”. Ou também podem mensurá-lo pelo “oportunismo” de tornar-se ministro e desejar dar sequência ao projeto de combate contra a corrupção sistêmica. Enfim, escolham a régua a ser usada. Qualquer uma, menos a da ética, ok? Se não fica feio!

Por fim, é necessário definir por qual ângulo Moro deverá ser avaliado. Afinal, três personagens, e não dois como quase todos afirmam, constroem a sua história. O ex-juiz que está sob ataque. O atual ministro que sofre rejeição da maioria dos políticos por razões óbvias. E o artífice e grande responsável pela inversão da curva que sempre representou a evolução da corrupção e impunidade em nosso pobre país.

Se Moro, em determinados momentos, no firme propósito de combater poderosas organizações criminosas foi obrigado a tangenciar os limites legais, menos mal. Um jogo pesado no qual a sua atuação e de toda a Lava Jato tinha como inimigos os personagens mais poderosos do país não pode ser jogado com ingenuidade. Não deve ter sido fácil agir dentro da lei contra gente tão influente e disposta a tudo para se manter impune. E segundo inúmeros juristas, as mensagens criminosamente reveladas não apontaram nenhuma transgressão legal. Possivelmente, graças a essas tangentes, o Brasil pode hoje olhar para uma nova era.

Por mais que o processo conta-gotas de revelação destas mensagens procure desgastar a sua imagem, Sérgio Moro não perderá o patamar de herói. Nada do que for ainda revelado atingirá a honestidade de quem sempre verdadeiramente se preocupou com um país mais livre e honesto.

sergio moro 3

No futuro, possivelmente a História colocará a República de Curitiba no mesmo patamar que a Inconfidência Mineira. Mas felizmente com uma grande diferença. Se a primeira marcou um desejo e uma direção, a segunda concluiu a missão. Após mais de dois séculos, um certo alferes deve estar sorrindo. E vendo-se bem representado! Viva Sérgio Moro e a Lava Jato. A dívida com eles é de fato impagável. Por isso o país está fechado com os seus heróis. Para sempre!

 

  • Todo domingo à noite um novo artigo. Acesse a homepage digitando “aonde vamos sociedade”.

2 comentários

  1. Parabéns! Esse texto e sua opinião me representam, bem como representa a grande maioria dos brasileiros que não defendem um partido ou outro, tampouco uma ideologia de esquerda ou de direita, mas sim o nosso país e o bem comum do povo!!!

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s